RSS

Bolo de chocolate com côco – Sem glúten e sem lactose

Imagem

Oi gente!!!

Hoje venho postar um bolo bem gostoso e bem “natureba”, um bolo sem glúten e sem lactose, e o mais interessante sem nenhuma farinha e sem açúcar . Ele tem uma pegada funcional porque usa côco ralado no lugar das farinhas, óleo de côco no lugar da manteiga e melado de cana no lugar do açúcar.

Agora, o mais importante é que ele é super gostoso e fofinho.

Vale muito a pena experimentar uma nova maneira de cozinhar, desde que não comprometa o sabor dos alimentos. Afinal, nada justifica uma receita que é saudável mas não fica boa. Neste caso, eu prefiro comer as comidas sem grande preparos, como saladas, grelhados e etc.

Neste caso, eu garanto que fica igual a um bolo com ingredientes clássicos. Podem fazer tranquilos.

Peguei esta receita em um programa de televisão que adoro: Fome de quê!!! A chef e nuficionista Neka Barreto faz umas receitas super saudáveis, criativas e que parecem deliciosas. Gosto demais também do seu jeito simples e doce. Até agora só fiz este bolo mas adorei.

Vamos fazer?

Receita

6 ovos caipiras

7 colheres de sopa de cacau em pó

2 colheres de sopa de óleo de côco

5 colheres de sopa de melado ou melaço de cana

1 fava de baunilha ou 1 colher de chá de extrato de baunilha

100 g de côco ralado fresco (se fôr usar de saquinho, hidrate com água quente por uns 10 minutos)

1 colher e meia de fermento em pó 

Primeiro eu separo as claras das gemas porque sempre gosto de coá-las para evitar cheiro de ovo nas receitas. Depois bato no liquidificador por uns 3 a 5 minutos antes dos demais ingredientes. Acrescentei as claras e os demais ingredientes e bati no liquidificador por 5 minutos. O fermento sempre coloco por último e uso o pulsar do liquidificador.

Untei uma fôrma de pão com óleo de côco e cacau em pó.

Levei ao forno pré-aquecido por dez minutos, por mais trinta e cinco minutos em 200ºC.

Bom demais! 

Bj a todos.

Téia.

 

 

 
1 comentário

Publicado por em 30/06/2014 em Uncategorized

 

Tags: , , , , ,

Leites Vegetais: Aveia, Amêndoas e Arroz Branco e Integral

Leites vegetais

Legenda dos Leite Vegetais, da esquerda para a direita: Aveia, Arroz Integral, Amêndoas e Arroz Branco.

Oi pessoal!

Feliz Ano Novo!!!!

Só eu mesma, tenho a cara de pau de falar isso já no mês de fevereiro, mas como não apareço aqui desde o ano passado, ainda está valendo. KKKK…

Bem, uma das minhas promessas para 2014 é voltar a postar. Aliás, tenho certeza de quase todos os blogueiros que não são assíduos nos seus blogs…

Outra promessa é perder peso e ter uma alimentação mais saudável. Mais um lugar comum….

Por isso, não estranhem, que além dos quilos de doces e receitas engordativas, agora super restritas aqui em casa, aparecerão comidas mais leve e funcionais.

Então, nesta “vibe”, fiz uma experiência com 4 receitas de leites vegetais: amêndoas, arroz, arroz integral e aveia, ou seja, leites que pessoas com intolerância a lactose podem utilizar. Dos que citei, apenas o leite de aveia não pode ser utilizado por quem tem intolerância a glúten, os chamados celiácos.

A forma de preparar e o sabor de cada um é bem diferente, e vai depender do gosto de cada um. Posso dar a opinião aqui de casa.

Eles dão um pouco de trabalho, mas têm a vantagem de serem totalmente naturais, sem conservantes e tal. Além disso, são bem mais baratos que os industrializados.

O leite de amêndoas é saborosíssimo. O meu preferido, se deixar eu tomo o litro inteiro, e posso atestar que é mais gostoso que o leite de vaca. Suas desvantagens são: pouco rendimento e pouca duração, aqui em casa só durou 2 dias, no terceiro dia, já estava azedo, uma pena…

O leite de arroz branco é o melhor custo-benefício, e o que temos utilizado aqui em casa pela praticidade no preparo e sabor suave. É o preferido do Miltão. Dura até uma semana na geladeira.

O leite de arroz integral fica com o sabor e cheiro fortes, típico deste tipo de arroz, mas tem o benefício de ser um cereal integral e durar bastante na geladeira. Ambos não gostamos muito. Não será feito novamente aqui em casa.

O leite de aveia é muito gostoso e o preço é excelente, já que a aveia é um alimento barato, só achei o mais trabalhoso de fazer porque a aveia é gosmenta e demora a passar pelo pano ou peneira fina. Não se preocupem, o gosto compensa, fica divino em vitaminas.

Espero que vocês tenham gostado.

Como o assunto é novo para muitas pessoas, qualquer dúvida, deixa nos comentários, que eu respondo por lá mesmo, ok?

Seguem as receitas.

Arroz branco e integral

Ingredientes:

2 xícaras de arroz branco ou ou integral, qualquer tipo, sem lavar

10 xícaras de água mineral ou 2 litros e meio

1/2 colher das de chá de sal

Metade de uma fava de baunilha cortada ao meio ou 1 colher de chá de extrato de baunilha

Leve ao fogo a água com o arroz, o sal e a metade da fava cortada ao meio, por 15 minutos, não mais que isso.

Passe o arroz com a água do cozimento pelo liquidificador, utilizando o modo pulsar em três pulsadas rápidas para apenas quebrar os grãos sem formar uma papa. Se você esperar o arroz esfriar ele cozinhará mais e absorverá mais água e mesmo produzindo o leite da forma descrita, ele ficará bem grosso.

Peneire mexendo delicadamente no arroz apenas para sair o líquido. Está pronto para ser utilizado.

Com as sobras do arroz, faço bolinho de arroz, é só acrescentar linhaça ou chia, um pouco de amido de milho, salsinha, sal marinho e levar ao forno até ficar crocante por fora.

Amêndoas:

1 e 1/2 xícara de amêndoas deixadas de molho por 12 horas e tendo a sua água trocada duas vezes;

4 xícaras de água mineral;

1/4 de colher das de chá de sal. O sal é importante para acentuar o sabor.

 Bata bem todos os ingredientes no liquidificador. 

Passe este liquido numa peneira dividido em duas partes. A papa de amêndoas que sobrou, adicione mais uma xícara de água mineral e volte ao liquidificador batendo novamente. Passe esta papa pela peneira.

Pegue todo o leite que foi peneirado e passe por um coador de pano ou por um pano de algodão limpo espremendo bem para retirar todo o resquício de polpa.

Está pronto para ser utilizado. Pode ser guardado na geladeira por 4 dias. Aqui em casa já ficou 7 dias.

Este leite pode ser feito com quase todas as castanhas: do Pará, de caju, avelãs e nozes, e até amendoim. Não experimentei ainda, mas a lógica é a mesma.

Aveia:

2 xícaras (chá) de aveia em flocos

3 xícaras (chá) de água

1 colher (chá) de extrato de baunilha

Açúcar ou suclarose a gosto, se necessário

Deixe a aveia de molho na água por, pelo menos, 1h.

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata bem. Coe com um pano ou peneira bem fina e leve a geladeira.

Dura 03 dias refrigerado.

Dica: o leite de aveia é levemente “gosmento” porque o amido da aveia passa para a água. Esse “problema” pode ser resolvido mexendo o leite após ser deixado muito tempo em descanso ou adicionando mais água.

As receitas dos leite de arroz e amêndoas, achei neste maravilhoso site: http://dietasgsc.blogspot.com.br/, e o de aveia, neste fofo aqui: http://www.menuvegano.com.br.

Bj grande a até a próxima.

Téia.

 
7 Comentários

Publicado por em 02/02/2014 em arroz, castanhas

 

Tags: , , ,

Torta de Chocolate e Chantilly

IMG_2245

Esta foto fala muito sobre esta sobremesa, não é verdade?

Pois ela é uma receita fácil, rápida e tal, mas sua maior característica é ser deliciosamente cremosa…..

Tenho esta receita há muito tempo e estava esquecida no meu caderninho manual de receitas. Aí precisei de um doce para um churrasco na casa da minha mãe e irmão, com convidados dos 10 aos 70 anos e lembrei dela. E repeti ontem, tem ainda um pedação na geladeira, que vou congelar para não cair em tentação…

Meu sobrinho falou que é uma versão mais sofisticada da sobremesa “Xuxa e Pelé”, e ele tem razão, lembra mesmo, mas a massinha adiciona “crocância” e faz a diferença, fica mais “adulto”.

A base do recheio é doce de leite e é todo feito a mão. Você só vai precisar de batedeira para o chantilly, mas se tiver um braço treinado pode ser feito à mão. A massa não precisa ir ao forno, só à geladeira,  e assim é a receita original, mas eu acabei colocando uns dez minutinhos no forno, mas não é realmente necessário,

Enfim, vamos ver mais uma foto e depois a receita.

Torta de Chocolate com Chantily

Receita

Massa:

1 pacote e meio de biscoitos maisena batidos no liquidificador

100g de manteiga derretida (levo ao microondas por alguns segundos)

1 colher de sopa de chocolate em pó

Junte os ingredientes em um recipiente com as pontas dos dedos até virar uma bola. É muito rápido.

Cubra uma forma de 20cm com essa massa e leve por meia hora ao refrigerador ou por 10 m no forno pré-aquecido.

Recheio:

800g de doce de leite em pasta (a marca que dá super certo é a Itambé)

6 colheres de sopa de chocolate em pó

2 latas de creme de leite gelado sem soro

1 colher de sopa de uísque (opcional)

Junte tudo em um recipiente e reserve.

Cobertura:

250 ml de creme de leite fresco (pode usar bate chantilly também, mas aí não utilize o açúcar e nem a baunilha)

1 colher de chá de baunilha

1 colher de chá de açúcar

Bata tudo na batedeira até o ponto de chantilly.

Raspas de chocolate para enfeitar

Coloque o recheio dentro da massa, cubra com o chantlly e decore com as raspas de chocolate.

Leve ao freezer ou congelador por 2 horas e depois leve a geladeira até a hora de servir.

Delícia.

Bj a todos.

Téia.

 
 

Filé de Tilápia ao Molho de Alcaparras e Purê de Banana da Terra

 

_DSC8003

Pois é pessoal, quase cinco meses se passaram sem novidades por aqui…. 

Acho mesmo uma pena essa ausência, e peço desculpas, mas a vida é mesmo corrida, e as vezes, infelizmente, as prioridades mudam. Porem, eu sempre volto.

Não vou nem entrar em detalhes, mas uma pós-graduação e algumas viagens se juntaram, e deu no que deu.

Enfim, volto com uma receita muito fácil de fazer. Um clássico e que faz vista. Um filé de tilápia deixada numa marinada de capim-santo, raspas de limão, pimenta-do-reino e tomilho, com um molho de alcaparras com manteiga e um purê de bananas da terra, que pode ser substituída por qualquer banana.

Vamos lá!

Filé de Tilápia ao Molho de Alcaparras (2 pessoas)

4 filés grandes de Tilápia, creio que deu uns 500g

4 colheres de sopa de alcaparras

3 colheres de sopa de manteiga

2 talos de capim-santo

4 galhos de tomilho

Raspas de 1 limão

Sal a gosto

Pimenta do reino a gosto

Reitre as alcaparras da salmoura, lave-as e e deixe-as de molho em água filtrada por uma hora para retirar o excesso de sal. Não deixe muito mais do que este tempo porque elas podem perder o sabor.

Tempere os filés com o capim-santo, o tomilho, as raspas de limão, o sal e a pimenta e deixe de molho por 1 hora. Grelhe-os com um tiquinho de azeite.

_DSC7996

O molho de alcaparras é só derreter a manteiga com um fio de azeite em uma frigideira e acrescentar as alcaparras até aquecê-las. Espalhe o molho por cima dos filés grelhados.

Purê de bananas da terra (2 pessoas)

2 bananas da terra (podem ser substituídas por prata ou nanica, mas não fica igual)

1/2 copo de leite

1 fio de mel

1 colher de chá rasa de canela

1 pitada de sal

1 colher de sopa generosa de manteiga

Cozinhe as bananas até ficarem macias. Passe no processador de alimentos ou no mixer até virar um purê. Pode ser feita no liquidificador? Sim, mas tem que ser na tecla pulsar, e com muita paciência, pois é conteúdo grosso.

Leve este purê a uma panela e acrescente o leite e a manteiga, o fio de mel, a canela e uma pitada de sal, até soltar ligeiramente da panela. Sirva imediatamente.

Observe se precisa acertar as quantidades, pois o tipo e o tamanho das bananas interferem no sabor, ok?

Servi com uns shiitakes refogados na manteiga, temperados com sal e pimenta-do-reino. Um espumante gelado também nos acompanhou. Como pode ser visto abaixo…

_DSC8004

Espero que gostem!!!!

Bj grande.

Téia.

 
6 Comentários

Publicado por em 04/08/2013 em peixe, prato principal

 

Palha Italiana de Nozes

MJ9Estudio-15

A minha mãe faz um bombom de nozes que é o melhor do mundo. TODO MUNDO QUE COME FICA LOUCO.

Ela passa a receita para todo mundo, e eu mesma já ajudei a distribuir por aqui, neste post, mas nunca fica igual.

Então, estava com uma vontade louca de comê-los, mas não tinha chocolate para cobrir e não queria ter que modelar um a um. Pensei, vou fazer uma palha italiana, que é brigadeiro com biscoito maisena em pedaços, só que com a massa dos bombons de nozes e mais uns pedaços de nozes no meio.

Saiu esta receita. Claro que não fica delicado e fino como os bombons, mas fica muito bom também.

É muito rápido de fazer e de comer mais ainda.

Receita:

1 lata de leite condensado cozido

2 gemas

1/2 lata de nozes moídas

1 colher de sopa de manteiga

1 colher de sopa de chocolate em pó

1 pacote de biscoitos maisena cortado em pedaços pequenos, mas sem virar pó

12 pedaços de nozes cortadas em pedaços grosseiros

Leve os cinco primeitos ingredientes ao fogo até o ponto de brigadeiro de enrolar. Tire do fogo, inclua as nozes e os biscoitos e mexa delicadamente até incorporar.

Coloque em uma fôrma, nivele, espere esfriar e leve a geladeira por 1 hora.

Corte em quadrados (eu cortei no meio e viraram triângulos) e passe no chocolate em pó, só para não ficar grudando nas mãos.

MJ9Estudio-22

Bj a todos.

Téia.

 

Arroz de brócolis

_DSC2278

Pessoal:

Outro dia recebi um e-mail de um leitor querido pedindo uma receita do restaurante Francisco, infelizmente não tinha a receita que ele queria. Seria para a comemoração de seu aniversário de casamento e ele mesmo faria para sua mulher. Lembrei então que tinha feito esta receita e resolvi postar em sua homenagem, já que ele gosta do restaurante. Fiz este post como sugestão para ele fazer como acompanhamento para o aniversário do ano que vem. Adoro homens que sabem cozinhar, como o meu Miltão ;).

Este arroz de brócolis é o melhor que já comi. É mais uma receita do livro  “O Dom de Francisco”, que reproduz os pratos que ele serve em seus restaurantes aqui em Brasília.

Juntamente com a melhor farofa de ovos do mundo, é um dos melhores acompanhamentos para pratos como bacalhau e picanha, que são os pratos “estrelas” de seu restaurante.

Ele se diferencia pela cor super verde, que parece artificial, mas não é, pela cremosidade e sabor amanteigado. Seu “modus operandi” é diferente das demais receitas que conheço e já procurei para arroz de brócolis, isto porque o que é utilizado são as folhas e os talos, não as flores. Outra coisa importante é picar o brócolis até virar um mingau. E tem que ser na faca, nada de passar no processador ou no liquidificador, ok?

Vão por mim, compensa, e juro, nem é tão trabalhoso assim…

Vem comigo…

Receita (Para 4 pessoas)

1/2 maço de brócolis

40 g de manteiga (= + ou – 2 colheres de sopa cheias)

4 xícaras de arroz cozidos

1 colher de (café) de bicarbonato de sódio

Separe os brócolis em folhas e talos. Retire a película verde e dura que envolve os talos (este é o único trabalho real). Lave os talos e as folhas. Numa panela com bastante água  (tipo 1 litro) fervente acrescente o bicarbonato. Mexa. Coloque os talos e as folhas até eles ficarem al dente. Retire e coloque em água bem gelada (para interromper o processo de cozimento). Pique os brócolis bem fino e bata com a faca até ficar quase com um mingau.

Coloque a manteiga numa frigideira e frite bem os brócolis picados sem deixar secar. Acrescento o arroz. Mexa bem e sirva imediatamente.

Bj a todos.

Téia.

 
7 Comentários

Publicado por em 17/03/2013 em Uncategorized

 

Cassoulet de Frutos do Mar ao Curry

MJ9Estudio-3 (1)

Vocês sabem que casssoulet é uma espécie de feijoada com feijão branco, né?  Então, esta receita é um prato com feijão branco, mas é a única coisa em comum com um Cassoulet, o resto é uma total releitura.

Tem mais de um ano que ensaio esta receita. Vivia adiando fazê-la por vários motivos, não tinha os ingredientes, nem oportunidade, preguiça, etc.

Enfim, no final de semana passado resolvi fazer e estou muito arrependida…..DE NÃO TER FEITO ANTES…

Ficou MUITO BOM. Modéstia à parte. Aliás vi uma frase outro dia que me dá “licença poética” para esta e qualquer outra receita que apareceu ou aparecerá por aqui. Modéstia é para os fracos. KKKK. Frase muito pretensiosa, mas verdadeira.

Sério agora, o molho leva creme de leite fresco, curry e temperos deliciosos, e juntamente com os frutos do mar e o feijão ficou uma proposta bem original e impressionantemente leve, fresca e aromática.

É um pouco elaborada pois temos que fazer o feijão, depois grelhar os frutos do mar e fazer o molho, mas é um trabalho que esquecemos quando provamos a comida.

Típica idéia para inovar e surpreender nosso paladar e nossos convives.

MJ9Estudio-7

Receita levemente adaptada da Revista Casa & Comida de junho/julho de 2012.

Serve 6 pessoas.

1 kg de frutos do mar (lula, polvo e vôngole)

500 g de camarão grande

500 g de feijão

2 cebolas grandes (1 inteira e 1 picada)

1 cabeça de alho cortada ao meio

2 dentes de alho picados

1 folha de louro

4 tomates picados ou 1 lata de molho de tomate caseiro

2 colheres de sopa de tomilho

4 colheres de sopa de salsinha bem picadinha

100 g de manteiga

400 ml de creme de leite fresco

150 ml de vinho branco

1 colher de sopa de curry amarelo

1 pimenta dedo-de-moça picada ou 1 colher de chá de tabasco

Sal e pimenta do reino a gosto

MJ9Estudio-1 (4)

1. Coloque o feijão de molho por no mínimo 4 horas. Gosto de deixar de molho a noite toda. Depois leve-o para uma panela de pressão com a cebola cortada em dois grandes pedaços, a folha de louro, e a cabeça de alho cortada na metade e um pouco de sal. Cozinhe-o até os grãos ficarem macios, mas cuidado para não deixá-los  muito moles pois serão mexidos com os frutos do mar e com o molho. Reserve.

2. Tempere os camarões e os frutos do mar com sal e pimenta-do-reino. Reserve

3. Leve a uma panela metade da manteiga e um fio de azeite e frite a cebola, doure o alho e  acrescente a pimenta dedo-de-moça. Inclua o tomilho e o curry e espere aquecer.  Ponha os tomates picados, ou o molho de tomate e aqueça.Inclua o vinho branco e espere evaporar o álcool, coloque o creme de leite e deixe por 5 minutos ou até reduzir ligeiramente o molho. Coloque o sal e a pimenta do reino. Reserve.

4. Grelhe os camarões e os frutos do mar em uma frigideira com o restante da manteiga e o azeite, em etapas, aos poucos. Isto evita que eles soltem muita água. Reserve.

5. Coloque em uma panela grande os feijões, os frutos do mar e o creme de curry. Por último inclua a salsinha e acerte o sal.

Sirva rapidamente com arroz de coco.

MJ9Estudio-5 (2)

Para 6 xícaras de arroz pronto inclua um pacote de 50 g de coco seco em flocos queimado. É só fritar ligeiramente em frigideira anti aderente em fogo médio até dourar.

Bj a todos.

Téia.

 
 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 393 outros seguidores